Objetivismo Brasil - A Filosofia de Ayn Rand em Português.

Tag: Política

Como NÃO defender a liberdade

Comentando sobre a candidatura de Jo Jorgensen (Partido Libertário) à presidência dos Estados Unidos, Don Watkins explica o problema da dicotomia tão comum entre o “ético/moral” e o “prático”

Ler »

Uma Atitude Pro Liberdade ao Lidar com Doenças Infecciosas

É verdade que o Brasil é um país que possui muitos problemas, e que muitos deles já foram abordados de forma melhor por outras nações. Porém, o cenário atual de crise do SARS-CoV-2 demonstra o quanto a humanidade está se afastando dos princípios de liberdade e do direito da busca pela felicidade individual. Em resposta às ações tomadas pelo governo

Ler »

Sobre o direito de possuir e portar armas de fogo

O Objetivismo não possui uma posição definida, dogmática ou canônica – mas é fácil observar que a grande maioria dos objetivistas – senão todos – é favorável, em alguma medida, a esses direitos. Numa entrevista, Ayn Rand respondeu que a questão do direito de ter e portar armas de fogo não era de “importância primária”. Em outra, ela disse: “Armas

Ler »

Ser branco não é privilégio

Tem um vídeo no canal Quebrando a Cara, digo, Quebrando o Tabu, que perverte mais uma vez a linguagem para nos fazer crer que o fato de sermos brancos é um privilégio. Isso tem um nome: racismo. Brancos e negros, ou seja lá qual for a discriminação social do momento, não têm privilégios nem desvantagens por sua identidade que lhes

Ler »

O real motivo das manifestações das últimas semanas

Ao longo de minha vida, já participei de alguns protestos razoáveis. São compostos por pessoas relativamente egoístas, que saem de casa com um objetivo claro: exigir que seus direitos sejam respeitados. Por terem um propósito e um senso de seu próprio valor, também têm limites claros: seus protestos não resultam na ação violenta de turbas criminosas. Aquelas que exibem um

Ler »

Dando nome aos bois: entendendo a crise do Covid-19

O ser humano não é perfeito. Às vezes, cometemos erros graves, e quando isso acontece, é preciso analisar a nossa forma de pensar e agir, identificando nossos erros. Assumimos um risco razoável que se concretizou, ou, desde o início, nosso plano era falho? Erramos por não ter uma informação específica, ou escolhemos ignorar algo que sabíamos ser importante? Houve erros

Ler »
>