Não é o sacrifício, mas sim o autointeresse que cria times campeões!

Bernardinho é o máximo.

Faz uma palestra impecável.

Ele tem esmero na aplicação das técnicas de oratória e aproveita seus recursos naturais como o carisma e a inteligência com primor.

Mas eu sou radical e não concordo, como objetivista, com uma ideia que ele defende e que é fundamental. Ainda mais…

Ler »

Quem são os verdadeiros amigos dos assalariados?

 

Muitas pessoas — a saber, socialdemocratas, moderados, socialistas, comunistas, sindicalistas e outros — creem que empreendedores e capitalistas são os inimigos, e que os sindicatos e as legislações trabalhistas, os amigos dos assalariados.  Trata-se de um erro enorme, com consequências devastadoras.  Um estudo integrado da Escol…

Ler »

O perigo do pragmatismo nos negócios

Se você acha que a melhor abordagem para os negócios é ser pragmático, pense novamente. O pragmatismo é amplamente considerado uma virtude nos negócios, embora, na verdade, seja uma abordagem perigosa, antitética à lucratividade de longo prazo. De fato, o pragmatismo tem uma conotação positiva: ele tem certo apelo entre os emp…

Ler »

MANUAL DO POLÍTICO HONESTO

Aproveitando que o tema “política” está mais destacado que nunca, tanto pelas primeiras pesquisas de intenção de voto, como pelo julgamento dos casos de corrupção que afetam até o presidente atual, Michel Temer, resolvi criar um pequeno manual do político honesto.

Recomendo a aplicação integral do que es…

Ler »

Ayn Rand sobre ativismo político

 [As perguntas e respostas abaixo foram extraídas e adaptadas da obra Ayn Rand Answers, uma coletânea da interação entre a filósofa Ayn Rand e o seu público.

Pergunta: Quais passos levam à realização dos seus objetivos …

Ler »

A beleza da ética de Rand

Ayn Rand era contra a moral do autossacrifício, a qual é inerente a muitos sistemas filosóficos, e a todas as religiões. Em vez disso, ela defendia uma moralidade do autointeresse – a ética objetivista – a qual, como ela explica em seu ensaio Causality Versus Duty (Causalidade Contra o Dever), é aptamente resumida pelo provér…

Ler »

A tirania da democracia

A definição de tirania é quando alguém age para controlar outras pessoas de forma abusiva – sem legitimidade e pela via da coerção – forçando-as a fazer o que não querem ou impedindo-as de fazer o que querem. Quem age dessa forma é chamado de tirano.

Politicamente, regimes tirânicos são chamados de ditaduras p…

Ler »

IGUALDADE PERANTE A LEI, O RESTO É FALÁCIA

Por sermos naturalmente desiguais, por temos capacidades e oportunidades distintas, é inexorável que tenhamos resultados diferentes. A única maneira de igualar oportunidades e resultados é, pensam os autoritários, através da coerção, do uso da força: iniciativa tal produzida pelas leis estabelecidas pelos governos, que adquirem uma …

Ler »

Inscreva-se na nossa Newsletter