16 lições de “A Revolta de Atlas” para a sua vida

Nesta semana trazemos uma dica valiosa de leitura, um livro que ultrapassa as barreiras do tempo, que se mantêm vivo, atual, provocativo e capaz de mudar as pessoas, mesmo tendo quase 60 anos. Estamos falando de Atlas Shrugged, lançado no Brasil em 1987 sob o título Quem é John Galt e relançado como A Revolta de Atlas em 2010.</p…

Ler »

Imposto é roubo, sonegar é autodefesa

O que torna a sonegação imoral é a premissa estabelecida pelo Estado de que se alguém deixar de pagar o imposto de um determinado valor, o Estado lhe tirará algo de valor ainda maior, talvez a sua liberdade ou, quem sabe, até a sua vida, se a resistência for extrema.

Negar que o Estado não possa ser financiado voluntariamente, &ea…

Ler »

Por que poucas mulheres se interessam pelo Objetivismo?

Foi me feito o desafio de responder à seguinte pergunta: por que poucas mulheres se interessam pelo Objetivismo? A origem do questionamento está no fato de que a interação do público feminino em páginas objetivistas nas redes sociais brasileiras é muito baixa, oscilando entre 5% e 10%. Não pretendo aqui chegar a conclusões definitiv…

Ler »

PATERNALISMO: O ESTADO SABE O QUE É MELHOR PARA VOCÊ?

Um sinal disso é o tempo que gastamos na educação de nossos jovens. Para algumas espécies, tais como esquilos e águias, o aprendizado necessário para se tornar um adulto é adquirido em questão de meses. Para espécies mais inteligentes, tais como chimpanzés e elefantes, é uma questão de anos. Mas nós, huma…

Ler »

Por que Joesley e Wesley ficaram bilionários?

Responder que foi graças ao fato de o governo ter-lhes enchido de dinheiro, é uma resposta muito conveniente para quem quer se tornar popular ao contrabandear sua inveja escamoteando-a na declaração. Joesley e Wesley multiplicaram a fortuna que o governo lhes transferiu de uma maneira que ele, o governo, não teria condições de fazer. Os irm&atild…

Ler »

CAPITALISMO E CULTURA

Embora a cultura, de muitas formas, tenha se degenerado a um nível ainda mais inferior do que ocupava na década de 1970, houve uma melhora político-econômica desde então, tanto nos Estados Unidos, como no exterior. Isso me fez pensar: pode um movimento gradual e incremental em direção ao livre mercado levar ao laissez-faire ou a algo próxim…

Ler »

Coletivismo autofágico x individualismo redentor

Os Estados Unidos tinham um diferencial como nação que, com o tempo, foi perdendo vitalidade: o individualismo. Representava a base moral para a construção de uma sociedade vigorosa, não pela união das partes, mas pelo fortalecimento de cada membro que constitui aquela comunidade, através da defesa rigorosa dos direitos individuais, reconhecidos …

Ler »

Como levar uma vida racional numa sociedade irracional?

Limitarei minha resposta a um único e fundamental aspecto desta pergunta. Nominarei apenas um princípio, o oposto da ideia tão predominante hoje, e que é responsável pela difusão do mal no mundo. Este princípio é: não se deve nunca falhar ao manifestar um julgamento moral.  

Nada pode corromper e desi…

Ler »

Lucros: bons, ruins e obscenos

Ninguém gosta de ter prejuízos, todavia, o lucro gera atitudes polarizadas. Como todos os fenômenos com alta carga moral – concorrência, riqueza, pobreza, propriedade – superar discussões muitas vezes confusas exige algumas distinções sutis.

Vamos abordar o lucro por meio de um exemplo de seu oposto – uma destru…

Ler »

Inscreva-se na nossa Newsletter