Roberto Rachewsky



Uma saída para Bolsonaro


Bolsonaro só tem uma saída, seguir em frente com o projeto inicial do seu governo.

Não importa quem desembarcou até aqui, importa quem segue fazendo o seu trabalho.

Já disse e repito, Bolsonaro é um elefante numa loja de cristais, ele vai quebrar muita coisa, mas até agora não deu demonstrações de que vai roubar o caixa e quebrar a empresa, como os ratos que o antecederam fizeram.

Dizem que ele não negocia com o congresso. Quando ele resolve negociar dizem que ele é um vendido.

Temer pode contar como conseguiu aprovar a Reforma Trabalhista e a PEC do Teto, vocês acham que não vai ter custos para tirar o Brasil do brejo?

Dizem que é preciso combater o politicamente correto, mas quando Bolsonaro não se deixa censurar pelos pós-modernos, é tachado de tosco e truculento.

Sim, Bolsonaro é tosco e truculento e é isso que se precisa ser para combater o politicamente correto que visa  a censurar a todos.

Eu não gosto do Bolsonaro, mas olhando as alternativas, com Moro ou sem Moro, eu ainda apoio o seu governo.

Muitos amigos discordam de mim, eu os entendo. Não será a política que me afastará deles. Queremos chegar no mesmo destino carregando os mesmos príncipios e valores, ainda que por caminhos paralelos.

Não esqueço também que tenho amigos no governo e os defenderei não por serem amigos, mas por conhecer seus princípios, valores e ideais.

Se Bolsonaro fosse um ditador, justificar-se-ia todo esse pudor que eu vejo nos críticos. Mas que ditador respeita o Congresso? Que ditador respeita o STF? Que ditador quer dar mais liberdade para o povo? Que ditador defende a liberdade econômica e coloca no ministério um Paulo Guedes?

Ah sim, Pinochet fez algo parecido. Mas nem para Pinochet o Bolsonaro serve, afinal todos os comunistas brasileiros seguem soltos, inclusive o mais corrupto de todos.

Quem não conhece os opositores do governo Bolsonaro? Witzel, Dória, Maia, Alexandre de Moraes? E os economistas keynesianos desenvolvimentistas? E os partidos da esquerda vegetariana como o PSDB do FHC e a esquerda carnívora como o PT do Lula?

A crise não é do governo, é uma crise criada pelos parasitas que não querem largar o hospedeiro e pelos que tem nojinho de quem não se dobra ao politicamente correto.

________________________________________

Revisado por Matheus Pacini.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

__________________________________________