Ayn Rand



Como respeitar os direitos dos outros?


Como o homem possui direitos individuais inalienáveis, tais direitos são usufruídos por todos os homens sem distinção, em todos os momentos. Portanto, os direitos de um homem não podem e não devem violar os direitos dos outros.?

Por exemplo: um homem tem o direito de viver, mas não o de tirar a vida de outro. Ele tem o direito de ser livre, mas não o de escravizar outro homem. Ele tem o direito de buscar sua própria felicidade, mas não o de decidir se ela se baseará na miséria (assassinato, roubo ou escravidão) de outra pessoa. O próprio direito sobre o qual ele atua determina o mesmo direito de outro homem, e serve como guia para saber o que ele pode ou não fazer.?

Não cometa o erro dos ignorantes que creem que um individualista é aquele que diz: "farei o que quero à custa dos outros". Um individualista é aquele que reconhece os direitos individuais inalienáveis ??do homem - o seu próprio e o dos outros; é aquele que diz: "não governarei a vida de ninguém - nem permitirei que ninguém governe a minha. Não dominarei, nem serei dominado. Não serei senhor nem escravo. Não me sacrificarei por ninguém, nem pedirei que alguém se sacrifique por mim ".?

Um coletivista é aquele que diz: "Vamos nos reunir, camaradas ... E vale tudo!"

__________________________________________

Publicado originalmente em “Textbook of Americanism”, artigo publicado no livro The Ayn Rand Column.

Traduzido por Matheus Pacini.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

__________________________________________