Leonard Peikoff compara as respostas dadas por cristãos e objetivistas.