Apesar de suas semelhanças na defesa incondicional à liberdade do indivíduo, existem diferenças essenciais entre o Objetivismo e a Escola Austríaca moderna.

Em termos teóricos, autores como Ludwig von Mises fundamentam o conhecimento científico em princípios “a priori”, e veem a questão do valor como um fenômeno exclusivamente subjetivo. Ayn Rand, por outro lado, nega a validade de qualquer conhecimento anterior à experiência, e vê o valor como uma relação entre indivíduo e objeto – um misto de escolha subjetiva e identificação objetiva.

Na prática, o anarcocapitalismo austríaco trata o Estado como uma organização incompatível com os direitos individuais, que deve ser extinta, enquanto o Objetivismo o considera um processo essencial à manutenção desses direitos, que deve ser guiado por leis justas.

Nesse vídeo, Bill Pedroso detalha a diferença entre as duas escolas, comparando suas formas de pensar a relação do indivíduo com o sistema político no qual está inserido. De um lado, a ideia austríaca de secessão individual dentro de um sistema anarcocapitalista – de outro, a ideia objetivista de resistência à tirania em um sistema republicano.