Ayn Rand explica que o “bem-comum” não é a justificativa moral do capitalismo.