Tag: Roberto Rachewsky

Um esclarecimento em época de pandemia

Um esclarecimento que acho que precisa ser feito. Em uma pandemia, não podemos esperar tratamento médico do governo, coisa que ele não consegue fazer nem quando a situação está normal. Em uma pandemia, quem deve lidar com a população é a polícia, a guarda nacional e, por que não, as forças armadas. Nenhum sistema coletivista de saúde está preparado para

Ler »

Meritocracia? Não, obrigado.

Há coisas que, por mais que tentemos mudar, não conseguimos. Mas se não insistirmos, aí é que nunca mudarão. “Meritocracia” é um anticonceito, uma construção linguística falaciosa. É a união de dois termos opostos que não podem ser conjugados para formar um terceiro conceito válido. Cracia significa força ou poder. Aristocracia é o poder da elite, imposto pela força. Democracia

Ler »

A premissa do universo benevolente

É possível dividir a humanidade entre os que acreditam que o universo é malevolente, que a vida é trágica, caótica, indecifrável, e que os seres humanos foram agraciados com ela para sofrer; e os que acreditam que o universo é benevolente, regido por leis cognoscíveis que permitem aos seres humanos construir uma vida bela, cheia de realizações e momentos felizes.

Ler »

Sobre a individualidade

Nenhuma filosofia ou religião tira a individualidade de quem quer que seja. Quando você segue dogmas estabelecidos por uma religião ou princípios validados pela ciência e pela lógica, você está utilizando o seu livre-arbítrio. Como Deus não existe, a não ser na cabeça dos que nele acreditam, quem segue revelações divinas está seguindo manifestações racionalistas, sejam elas recentes ou antigas,

Ler »

O inimigo pode ser o Irã, mas a ameaça verdadeira é doméstica

O Irã nunca foi nem será uma ameaça à civilização ocidental. O Irã é um país marginal cujo governo só consegue ser relevante ao financiar o terror através de grupos de fanáticos e perseguir seu próprio povo. Mas fanáticos também existem no mundo ocidental; o mais perigoso grupo é o dos socialistas-democráticos. Estes querem destruir a civilização por dentro, minando os pilares

Ler »

A humanidade melhorou de vida por causa da desigualdade social desenfreada

Após duas décadas ouvindo a esquerda dizer, com suas narrativas candentes, que vivemos uma era de hiperdesigualdade social, e tendo testemunhado a miséria e as epidemias sendo quase erradicadas, a pobreza diminuindo drasticamente, a mortalidade infantil sendo reduzida a níveis muito baixos, o número de países em guerra desabando, as perseguições contra minorias, sejam elas negros, gays ou mulheres sendo

Ler »

Não importa se as pessoas são desiguais, o problema é não haver liberdade para crescer

Primeiro era o aquecimento global. Como a causa foi desmentida pela ciência, mudaram o discurso para mudança climática. Ora, mudanças climáticas decorrem da natureza e elas ocorrem desde sempre, até mesmo antes da Revolução Industrial (que os ambientalistas histéricos e retrógrados acusam de ser o grande causador dos males do universo). Primeiro era a pobreza. Como a pobreza foi reduzida

Ler »

É hora de encarar a realidade!

“O homem é cego por ter olhos—surdo por ter ouvidos—iludido por ter uma mente—e as coisas que percebe não existem, justamente por percebê-las.” Obviamente, essa é uma ironia feita por Ayn Rand para ridicularizar afirmações filosóficas propostas por filósofos como Kant que desafiavam a metafísica aristotélica. Kant foi apenas o mais influente mistificador depois de Platão. O estrago que fez

Ler »

A esquizofrênia de nossa Constituição

Eu nunca tive dúvidas; espero que vocês, se as tiveram, tenham também deixado de tê-las. Esse trágico e sinistro momento de nossa história institucional, marcado pela soltura de bandidos perigosos condenados em segunda instância, é a prova inquestionável de que a Constituição Federal de 1988, ridiculamente chamada de Constituição Cidadã, foi escrita por e para psicopatas. Para que se mantivesse

Ler »

A ética objetivista: o egoísmo e o sacrifício de ser mãe

Na última palestra que dei sobre a ética objetivista, fizeram-me uma pergunta já recorrente: como uma mãe concilia o egoísmo com o sacrifício que toda mãe tem de fazer para deixar seu filho feliz?

Ora, nenhuma mãe que ama o seu filho se sacrifica por ele. Dedicar até mesmo a própria vida ao filho não é…

Ler »
>