Tal Tsfany reflete sobre a terrível situação das universidades, resultante de filosofias progressistas.