No vídeo de hoje, Onkar Ghate argumenta que os direitos individuais devem ser defendidos no positivo, isto é, mantendo a sua essência e orientação metafísico-moral: o desenvolvimento produtivo humano.

Defendê-los unicamente no negativo, isto é, defender apenas a ausência da iniciação da força (embora importante), não é suficiente.

Você concorda?