Nikos Sotirakopoulos discute uma passagem de “A nascente”, entre que o tema é amor, egoísmo e viver no seu máximo potencial.