Ayn Rand discute a questão da religião, que considera a “infância” da humanidade, um estágio pré-filosófico.