Author: Jean Moroney

Como a triagem pode ajudá-lo a priorizar sob pressão?

COMO A TRIAGEM PODE AJUDÁ-LO A PRIORIZAR SOB PRESSÃO?

dividem os feridos em três categorias: i) os que sobreviverão sem tratamento, ii) os que morrerão independentemente de receber tratamento e os que podem ser salvos pelo tratamento. No desespero do campo de batalha, os médicos focam seus esforços apenas na última categoria. Embora queiram tratar todos os feridos, sabem que precisam racionar seu tempo – então, tratam apenas aqueles para quem o tratamento pode fazer diferença.

própria crise de tempo, um sistema de triagem pode lhe ajudar a racionar seu tempo. Para adaptar esse sistema ao seu trabalho regular basta entender os três critérios da triagem tradicional: urgência, importância e recompensa.

Confira a reflexão completa no link abaixo.

Ler »

A estratégia racional da empatia

COMO USAR A EMPATIA DE UMA FORMA RACIONAL, COMO UM PROCESSO DE COMPREENSÃO DE SENTIMENTOS?

Jean Moroney explica como no link abaixo.

Ler »

Uma alternativa para a regra do “sem escolha”

UMA ALTERNATIVA PARA A REGRA DO “SEM ESCOLHA”

Jean Moroney reflete sobre como lidar com suas escolhas em contextos distintos, tendo uma consciência plena.

Evite dizer que você “não tem escolha”. Entenda a razão no artigo de hoje.

Ler »

Três observações sobre aceitar os fatos

VOCÊ JÁ SE PERGUNTOU O QUE SIGNIFICA ACEITAR OS FATOS?

realistas destacam que, se você deseja viver no mundo que existe, precisa aceitar os fatos. Já os idealistas, que você pode mudar o mundo que existe, contanto que tome as medidas adequadas. Essas duas perspectivas não são necessariamente conflitantes. Elas podem ser integradas se você concordar que precisa aceitar os fatos agora, a fim de identificar o que fazer agora, o que mudará a situação futura para ser mais próximo ao seu ideal. Essa é a minha opinião (que obtive de Ayn Rand).

Sempre me pareceu óbvio que você deveria aceitar os fatos – até me deparar com situações em que parecia que eu não estava fazendo isso. Por exemplo, repetia uma abordagem fracassada para persuadir alguém de minha opinião, esperando um resultado diferente. Ou reconhecia uma falta de habilidade específica, sem mudar minha abordagem para atingir as metas nessa área. Ou me percebia remoendo um fato que gostaria que não fosse verdade.

Agora vejo esses exemplos de não aceitação dos fatos. Tenho muito a refletir sobre isso, mas gostaria de compartilhar três observações.

Confira a reflexão completa no link abaixo.

Ler »

Como lidar com interrupções?

Como lidar com interrupções?

Jean Moroney oferece uma técnica para “não perder o fio da meada” quando alguém lhe interrompe.

Confira no link abaixo.

Ler »

Quer ser feliz? Estabeleça metas objetivas

Muitos me perguntam o que há de errado em estabelecer como meta “ser feliz” ou “sentir-se bem”. O problema é que essas “metas” são subjetivas – e, pior, circulares. Metas precisam ser objetivas. Para entender por que as metas precisam ser objetivas, é preciso entender o que é uma meta, e como se ela relaciona com as emoções. Uma meta

Ler »
>