Objetivismo Brasil - A Filosofia de Ayn Rand em Português.

Author: Bill Pedroso

Ayn Rand e Escola Austríaca: Mises e Kant

EXISTE RELAÇÃO ENTRE OBJETIVISMO E ESCOLA AUSTRÍACA?

Confira o primeiro artigo que fala das semelhanças e diferenças entre Objetivismo e Escola Austríaca.

Rand é mais próxima de Menger ou de Mises?

Confira a resposta no artigo abaixo

Ler »

O culto à pasteurização e o medo como virtude

Razão, egoísmo e progresso material andam de mãos dadas. Identificar a realidade é identificar a nossa própria natureza individual, perceber que somos responsáveis por nossa própria felicidade, e que ela depende de nossas escolhas. Identificar a realidade também é identificar a natureza do mundo que nos cerca e encontrar formas de usar os recursos disponíveis para melhorar nosso padrão de

Ler »

Sobre a Propriedade Intelectual – Resumo

Existe uma forma estranha de primazia da consciência por trás da rejeição à propriedade intelectual, da qual fui vítima nos primeiros anos de anarquista. A essência da propriedade privada é o produto da mente do indivíduo, concretizado por suas ações, tornando-se uma extensão dele. A raiz do direito à propriedade privada é a natureza racional, volitiva e egoísta do homem.

Ler »

Uma perspectiva objetiva sobre a saúde mental II: escolha

No primeiro artigo dessa série, discuti os fatores externos essenciais à saúde mental do indivíduo: sua constituição física, o ambiente em que está inserido e as estruturas psíquicas que desenvolveu ao longo de sua vida. Todos esses fatores, todavia, estão fora do controle do indivíduo – a capacidade de alterar nossa estrutura física e o nosso entorno é bastante limitada,

Ler »

Uma perspectiva objetiva sobre a saúde mental I: fatores externos

O nosso conhecimento sobre fenômenos naturais é muito mais sofisticado do que nosso conhecimento sobre o ser humano, e a maior evidência disso é a área da Psicologia. Séculos antes de Cristo, gregos e egípcios já sistematizavam princípios básicos de Física e Biologia ainda válidos atualmente, enquanto atribuíam os fenômenos psicológicos aos deuses e outras forças espirituais. Há quase 500

Ler »

O real motivo das manifestações das últimas semanas

Ao longo de minha vida, já participei de alguns protestos razoáveis. São compostos por pessoas relativamente egoístas, que saem de casa com um objetivo claro: exigir que seus direitos sejam respeitados. Por terem um propósito e um senso de seu próprio valor, também têm limites claros: seus protestos não resultam na ação violenta de turbas criminosas. Aquelas que exibem um

Ler »

O Facebook pratica ‘censura’?

É surreal como pessoas ativamente engajadas na “defesa da liberdade” às vezes se mostram incapazes de entender algo tão básico quanto a liberdade de expressão. Isso fica evidente no embate entre Donald Trump e o Twitter. Sim, empresas como o Facebook e o Twitter já nos venderam um ambiente de discussão livre, mas hoje se tornaram mais hostis a certos

Ler »

Dando nome aos bois: entendendo a crise do Covid-19

O ser humano não é perfeito. Às vezes, cometemos erros graves, e quando isso acontece, é preciso analisar a nossa forma de pensar e agir, identificando nossos erros. Assumimos um risco razoável que se concretizou, ou, desde o início, nosso plano era falho? Erramos por não ter uma informação específica, ou escolhemos ignorar algo que sabíamos ser importante? Houve erros

Ler »

Ayn Rand, realismo romântico e o gênero literário ‘fantasia’

Recebi um questionamento interessante: o ideal literário de Ayn Rand é o realismo romântico, isto é, a ideia de que a literatura deve retratar a vida humana como ela pode e deve ser. Esse ideal implica necessariamente em uma condenação do gênero literário fantasia? A sua visão da arte é incompatível com obras de ficção populares como Harry Potter, Star

Ler »
>