Objetivismo Brasil - A Filosofia de Ayn Rand em Português.

Author: Ayn Rand

“Direitos” coletivizados

Direitos são um princípio moral que define relacionamentos sociais corretos. Assim como um homem precisa de um código moral para sobreviver (para agir, para escolher as metas certas e para alcançá-las), também a sociedade (um grupo de homens) precisa de princípios morais a fim de organizar um sistema social harmonioso com a natureza do homem e co…

Ler »

Ayn Rand sobre Aristóteles

Se existe um Atlas na Filosofia que carrega toda a civilização ocidental em seus ombros, ele é Aristóteles.  Ele foi refutado, mal interpretado, desvirtuado e – como um axioma – utilizado por seus inimigos na própria tentativa de negá-lo. Qualquer progresso intelectual alcançado pela humanidade está embasado em suas realizações. Aristóteles pode ser considerado o barômetro cultural da história do

Ler »

O Objetivismo defende que todos os indivíduos têm algo a contribuir para uma sociedade capitalista?

A inteligência não é um monopólio exclusivo do gênio; ela é um atributo de todos os homens, variando apenas em questão de grau. Se as condições da existência são destrutivas ao gênio, o serão a todos os homens, cada qual na proporção de sua inteligência. Se o gênio é penalizado, o mesmo ocorre com a faculdade da inteligência de todos

Ler »

Uma sociedade pode existir sem um princípio moral?

Hoje em dia, muitas pessoas tem a noção pueril de que a sociedade pode fazer o que quiser; que os princípios são desnecessários, que os direitos são apenas uma ilusão e que a conveniência é o guia prático da ação.

Ler »

O motivo muda a natureza de uma ditadura?

A marca de um homem honesto, diferentemente de um coletivista, é que ele quer dizer o que diz, e sabe o que quer dizer.

Quando dizemos que os direitos individuais são inalienáveis, queremos dizer exatamente isso. Inalienáveis significa que nunca podemos tirá-los, suspendê-los, infringi-los, restringi-los ou violá-los: nunca, em …

Ler »

‘O maior bem para o maior número’ é um princípio moral?

“O maior bem para o maior número” é um dos slogans mais danosos que foi imposto à humanidade.

Esse slogan não tem nenhum significado concreto e específico. Não há forma de interpretá-lo com benevolência, mas muitas formas em que é possível utilizá-lo para justificar os atos mais perversos.</…

Ler »

Qual a diferença entre um empreendedor e um burocrata?

O sucesso de um empreendedor depende de sua inteligência, de seu conhecimento, de sua capacidade produtiva, de seu talento econômico e do acordo voluntário de todos com quem ele negocia: seus clientes, seus fornecedores, seus empregados, seus credores ou seus investidores. O sucesso de um burocrata depende de sua influência política.

Um empreendedo…

Ler »

Como respeitar os direitos dos outros?

Como o homem possui direitos individuais inalienáveis, tais direitos são usufruídos por todos os homens sem distinção, em todos os momentos. Portanto, os direitos de um homem não podem e não devem violar os direitos dos outros.?

Por exemplo: um homem tem o direito de viver, mas não o de tirar a vida de outro. Ele tem o …

Ler »

Como saber se um direito foi violado?

Um direito não pode ser violado, exceto pela força física. Um homem não pode privar o outro de sua vida, nem escravizá-lo e nem impedi-lo de buscar sua felicidade sem recorrer ao uso da força contra ele. Sempre que um homem for obrigado a agir sem seu consentimento livre, pessoal, individual e voluntário, seu direito terá sido violado…

Ler »

Causalidade versus Dever

Um dos anticonceitos mais destrutivos da história da filosofia moral é o termo "dever".

Um anticonceito é um termo artificial, desnecessário e racionalmente inútil, projetado para substituir e destruir algum conceito legitimo. O termo "dever" não apenas destrói simples conceitos; ele é um assassino metafisico …

Ler »
>