Ayn Rand e altruísmo (parte 1)


Smith inicia essa série que trata da crítica de Ayn Rand ao altruísmo com uma discussão das ideias de Auguste Comte, o homem que cunhou a palavra “altruísmo”.

Em 4 de julho de 1943, Ayn Rand escreveu a John C. Gall, um advogado conservador e fã de A Nascente:

“Muitos republicanos têm medo de reconhecer que o altruísmo é a maldição do mund...


À procura de um culpado: a desregulamentação causou a crise financeira


Você já ouviu a afirmação:

a desregulamentação causou a crise financeira”. Nos anos que antecederam a 2008, diz a história, maus economistas convenceram maus políticos a desregularem os setores bancário e financeiro da economia, e maus capitalistas desfrutaram de uma orgia de ganância que fez com que o sistema enlouquecesse.

Os prêmios Nobel Joseph Stiglitz e...


Ideias e somente ideias podem iluminar a escuridão


Em época de eleição muito se fala de política, obviamente, não poderia ser diferente. Os candidatos e suas propostas são os grandes destaques da mídia, das redes sociais e das conversas de bar. A cabeça do eleitor vai sendo inundada por informações e opiniões de todos os lados. Ele então verifica qual candidato se encaixa melhor nas suas escalas de prioridades e preocupações d...


A Nascente, de Ayn Rand: vislumbrando um novo ideal moral


Todo indivíduo confronta – e, de uma forma ou outra, deve responder – duas questões essenciais para formar uma visão moral sobre a vida: “que tipo de pessoa eu gostaria de ser?” e “que tipo de vida eu gostaria de levar?” Como a conduta e o caráter moral de um indivíduo não são nem predeterminados nem automáticos, questões sobre quem ser e como viver são aspectos perene...


Bolsonaro e a bolha pseudomoralista dos (politicamente corretos)


A “incorreção política” de Bolsonaro provoca náuseas em quem tem ouvidos mais sensíveis e faz com que muita gente abra a boca como se abrisse a tampa de um bueiro.

Nada como furar a bolha pseudomoralista dos “politicamente corretos” para depararmos com tanta hipocrisia e relativismo. Há mais de duas gerações, o pós-modernismo vem tecendo malhas psicoepistêmicas que parece...