Objetivismo Brasil - A Filosofia de Ayn Rand em Português.

Liberdade de expressão e liberdade de consciência

Liberdade é ausência de coerção. Liberdade é um monolito abstrato indivisível.

Liberdade de expressão é parte integrante e indivisível da liberdade de consciência.

Agir com liberdade é uma forma de exercer a liberdade de expressar o que a nossa consciência produz.

Não faz sentido termos liberdade de consciência sem liberdade de expressão. Se não possuímos a liberdade para materializar o que temos em nossa consciência, então não temos liberdade de consciência.

Liberdade é ausência de coerção, o que significa que a materialização do que a nossa consciência produz não pode ser imposta a ninguém. Assim como ninguém pode ter suprimida a liberdade para expressar o que sua consciência produziu, materializando o que tiver sido produzido na sua mente, ninguém pode ser obrigado a aceitar o que os outros materializaram usando sua liberdade de consciência.

Uma das invenções humanas para delimitar o exercício da liberdade de consciência, da liberdade de expressão, da liberdade de agir, sem suprimir parte ou o todo desses direitos, foram a propriedade privada e o direito à propriedade.

O exercício da liberdade por indivíduos que pensam da mesma maneira não gera conflitos. Indivíduos que concordam, que dizem “sim” para suas ideias mutuamente, não precisam de proteção.

Conflitos só acontecem quando os indivíduos divergem, quando um deles diz “não”, contrariando o que o outro produz na sua consciência. Para que cada um possa dizer “sim” ou “não” sem criar conflitos é que surgiu a propriedade privada.

Ninguém pode obrigar o proprietário a fazer o que não quer, nem negar-lhe o direito de fazer o que deseja livremente na sua propriedade.

Liberdade é ausência de coerção. O papel do governo não é proibir o proprietário de exercer sua liberdade de consciência, de expressão e de ação.

O papel do governo não é de obrigar o proprietário a pensar, expressar e agir contrariando a sua própria consciência.

O papel do governo é exatamente o oposto disso. É proteger e defender o proprietário para que ele possa fazer tudo aquilo que faria livremente.

Livremente significa usar a própria mente e o próprio corpo para produzir o que pensa sem iniciar o uso da coerção.

Esse direito só existe em toda a sua extensão quando estamos na nossa propriedade. Fora dela, a liberdade é uma concessão.

________________________________

Revisado por Matheus Pacini.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

__________________________________________

>