O que é Objetivismo?


"Minha filosofia, em sua essência, é o conceito de Homem como um ser heroico, tendo a felicidade como o propósito moral da sua vida, a conquista produtiva como sua mais nobre atividade, e a razão como seu único referencial". Ayn Rand

Objetivismo é a filosofia do individualismo racional, fundada por Ayn Rand (1905-1982). Em romances como A Nascente e A Revolta das Atlas, Rand põe em evidência seu homem ideal, o produtor que vive pelo seu próprio esforço, que não recebe ou concede o imerecido, que honra a realização e rejeita a inveja. Rand expôs os detalhes de sua visão de mundo em suas obras de não ficção A Virtude do Egoísmo e Capitalismo: o ideal desconhecido.

O Objetivismo sustenta que não há nenhum objetivo moral maior do que atingir a felicidade. Mas ninguém pode alcançar a felicidade por desejo ou capricho. Fundamentalmente, requer-se o respeito racional pelos fatos da realidade, incluindo os fatos relativos à natureza e necessidades humanas. Requer-se, para a felicidade ser possível, que se viva por princípios objetivos, incluindo integridade moral e respeito pelos direitos de outros. Do ponto de vista político, os objetivistas defendem o capitalismo laissez-faire. Sob o capitalismo, um governo estritamente limitado protege o direito de cada um à vida, à liberdade e à propriedade, e proíbe a iniciação da força contra outrem. Os heróis do Objetivismo são empreendedores que constroem negócios, inventam tecnologias, criam arte e ideias, dependendo dos seus próprios talentos e das trocas com outras pessoas independentes para alcançar seus objetivos.

O Objetivismo é otimista, sustenta que o universo é aberto para a conquista e a felicidade humanas, e que cada pessoa tem consigo a habilidade de viver uma vida rica, realizada e independente. Essa mensagem idealista permeia os romances randianos, os quais continuam a vender centenas de milhares cada ano para pessoas atraídas pelas suas histórias inspiradoras e suas ideias bem definidas.

Próximo