COVARDIA MORAL

Covardia moral é o temor a defender o bem por ser o bem, e o temor a se opor ao mal por ser o mal.

A covardia moral é a consequência necessária de descartar a moralidade como sendo inconsequente: é o sintoma comum a todos os apaziguadores intelectuais. A imagem de um bruto é o símbolo da crença de um apaziguador na supremacia do mal, o que significa – não em termos conscientes, mas em termos de um pânico que lhe faz tremer, apequenar-se e ofuscar-se – que, quando sua mente julga que algo é mal, suas emoções proclamam o poder desse algo; e quanto mais malvado, mais poderoso.[1]

________________________________________

Tradução de Matheus Pacini

Publicado originalmente em Ayn Rand Lexicon.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

__________________________________________

[1] RAND, Ayn. The Objectivist. Jan . de 1966.