LITERATURA POPULAR

A literatura popular é um tipo de ficção que não lida com problemas abstratos; ela toma princípios morais como dados, aceitando ideias e valores generalizados, do “senso comum” como sua base. (Valores do bom senso e valores convencionais não são sinônimos; o primeiro pode ser justificado racionalmente; o segundo, não. Mesmo que o segundo possa incluir algo do primeiro, eles são justificados não com base na razão, mas por razões de conformidade social).

A ficção popular não levanta ou responde a questões abstratas; ela supõe que o homem sabe o que precisa saber para viver, e prossegue mostrando as aventuras de sua vida (uma das razões de sua popularidade entre todos os tipos de leitores). A característica distintiva da ficção popular é a ausência de um elemento explicitamente ideacional, de conteúdo que comunica informação (ou desinformação) intelectual.[1]

_________________________________________

Tradução de Matheus Pacini

Publicado originalmente em Ayn Rand Lexicon

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

__________________________________________

[1] RAND, Ayn. The Romantic Manifesto. New York: Penguin Books, 1971. p. 110.