ERROS DE CONHECIMENTO VERSUS DESLIZES MORAIS

“Aprendam a reconhecer a diferença entre os erros de conhecimento e os deslizes morais. Um erro de conhecimento não é um deslize moral, desde que vocês estejam dispostos a corrigi-lo; apenas um místico julgaria os seres humanos tomando como padrão uma onisciência impossível e automática. Porém um deslize moral é a escolha consciente de um ato que vocês sabem ser mau, ou o evadir-se conscientemente do conhecimento, o fechar de olhos ou da mente. Aquilo que não sabem não pode representar uma acusação moral contra vocês; mas o que vocês se recusam a saber é marca da infâmia que cresce na sua alma. Tenham toda a tolerância possível com os erros de conhecimento, não perdoem nem aceitem nenhum deslize moral. Até prova em contrário, absolvam os que buscam o saber, porém tratem como assassinos em potencial aqueles depravados insolentes que exigem coisas de vocês, enunciando que não têm razões nem buscam razão nenhuma, que se baseiam apenas nos ‘sentimentos’ – e aqueles que rejeitam uma argumentação irrefutável dizendo: ‘Isso é só lógica’, o que quer dizer: ‘Isso é só a realidade.’ O único plano que se opõe ao da realidade é o plano e a premissa da morte.[1]

______________________________________

Revisão de Matheus Pacini

Publicado originalmente em Ayn Rand Lexicon.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

_______________________________________

[1] RAND, Ayn. A Revolta de Atlas. Trad. de Paulo Henriques Britto. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. V III, p. 383-384.