O ataque pós-moderno à individualidade


O fenômeno do pós-modernismo quer acabar com a verdadeira individualidade – objetiva, real, não ilusória – do ser concreto, com suas características intrínsecas, determinadas pelas leis da natureza, registradas por Aristóteles em seus tratados sob o nome de Metafísica, em que figuram as leis da identidade e da causalidade. “O que é, é”, já dizia Parmênides.

S...


Capitalismo em um minuto


Capitalismo é um sistema social baseado no princípio dos direitos individuais.

Uma sociedade capitalista é baseada no reconhecimento dos direitos individuais, incluindo os direitos de propriedade. Sob o capitalismo, toda a propriedade é privada, e o Estado é separado da economia, bem como da religião. Do ponto de vista econômico, o capitalismo é um sistema laissez-faire ou de liv...


A VIDA NÃO REQUER UM PACTO?


Um pacto é um ajuste de reivindicações conflitantes por meio de concessões mútuas. Isto significa que ambas as partes, num pacto, possuem alguma reivindicação válida e algum valor a oferecer reciprocamente. E isto significa que ambas as partes concordam a respeito de algum princípio fundamental que serve como base para sua negociação.

É somente em relação às i...


Fui a Cuba ver as realizações do governo comunista: é de arrepiar!


Fui a Cuba para ver, in loco, as realizações do governo comunista.

Visitei casas de família, um hospital e uma escola - modelos das políticas de moradia, saúde e educação implantadas ao longo das últimas seis décadas pela chamada “revolução”.

Voltei com uma infecção intestinal – mas, pior que isso: com a alma emocionalmente desarranjada por teste...


Atlas não se rebelou: só deu de ombros


Pode lhe surpreender, mas Atlas não se rebelou: só deu de ombros.

Estas são algumas das anotações pessoais de Ayn Rand para si mesma, rascunhadas em 18 de julho de 1946. Nesse momento, estava organizando e documentando suas ideias enquanto escrevia sua obra-prima, A Revolta de Atlas. Nessas notas vemos claramente que os criadores no romance não se “revoltam”, mas, simplesmente, desaparecem. Daí...