Quando o (direito) de protestar não é um direito


Muito se ouviu ultimamente sobre o “direito de protestar”. Mas esse direito existe mesmo? Claramente, nenhum “direito de protestar” pode legitimar atos violentos como, por exemplo, o atropelamento proposital que tirou a vida de uma mulher de 32 anos em Charlottesville, Virgínia, em agosto. Mas, “manifestantes pacíficos” tem o direito de protestar desde que não se envolvam em atos violentos como agressão a pess...


Quem são os verdadeiros (barões-ladrões)?


Nessa entrevista de rádio de 1966, Ayn Rand argumenta que os industrialistas do século XIX foram injustamente identificados pelo epíteto de “barões-ladrões”. No intuito de distinguir os homens de negócios que enriquecem com a produção e o comércio voluntário daqueles que enriquecem através do favoritismo do governo e da coerção legalizada, Rand afirma que todos os mal...


Deadpool 2: entendendo o problema filosófico-moral da sociedade atual


Queria não ter deletado o vídeo que gravei na época do lançamento do primeiro filme da franquia Deadpool, pois tinha traduzido alguns trechos do artigo Bootleg Romanticism de Ayn Rand que, provavelmente, seriam relevantes aqui. Mas só pra relembrar uma parte:

"Observe que, na questão humor versus thrillers, os intelectuais modernos estão utilizando o termo "humor"...


Carta aberta aos caminhoneiros (greve de 2015)


O sentimento de indignação é de todos.

Não há aquele que trabalha no setor privado que não esteja insatisfeito com o grau de intervenção governamental em sua vida.

Somos taxados, regulados, tutelados, controlados e punidos como nunca fomos antes.

É por isso que grande parte da população vinha apoiando a chamada “greve dos caminhoneiros”.

Uns cheg...


Qual a função da arte na cultura?


Qual foi a última vez que um filme, livro ou música melhorou sua vida de um jeito tão profundo que, se desaparecesse amanhã, você ficaria de luto? Talvez, o homem mais cético do mundo diria que esse sentimento é irreal e inalcançável e, não me surpreenderia, se o homem mais comum concordasse com ele. Afirmo isso, pois, de todas as obras que provocaram em mim tal emoção, nenhuma delas foi rea...