Ayn Rand



Qual é a essência da educação?


Entrevistador: qual é a essência da educação?

Ayn Rand: Educação significa desenvolver a mente do homem para que ela lhe permita lidar com os fatos da realidade. Em todas as espécies, deve-se ensinar aos filhotes os meios de sobrevivência que são de uso de seus pais. Se, alguma vez, você já observou os gatos ou os pássaros, está claro que a mãe ensina a caça aos gatinhos, e o voo aos pássaros. Em cada espécie, ao menos entre os animais mais desenvolvidos – os país ensinam aos seus filhotes as habilidades específicas necessárias para a sua sobrevivência. Esse processo certamente se aplica ao ser humano, cujos meios de sobrevivência são mais complexos, e também mais volitivos.

A ferramenta básica de sobrevivência do homem é a sua mente, sua faculdade racional. Para chegar a ser um adulto completo, que sobrevive por conta própria, um indivíduo precisa de duas coisas: o conhecimento dos fatos (pelo menos, até o nível adquirido por seus pais) e, ainda mais importante, o conhecimento de como usar a sua mente para obter mais fatos. O homem é a única espécie capaz de transmitir e expandir seu conhecimento de geração em geração. Os animais só podem transmitir à sua prole as habilidades com que foram dotados pela natureza; não podem transmitir conhecimento. Por outro lado, o homem pode.

A questão crucial é como o homem adquire conhecimento. Ele não sabe automaticamente o que é verdadeiro ou falso. Ele não sabe automaticamente como validar suas conclusões fazendo corresponder com os fatos da realidade. A habilidade de adquirir conhecimento – isto é, raciocinar – não é inata. O homem só nasce com a capacidade de pensar, mas tem que descobrir como utilizá-la. Ele tem que descobrir as leis da lógica, as leis pelas quais pode validar o seu conhecimento, e determinar o que é verdadeiro. O objetivo básico da educação, desde a infância até a universidade, é treinar o jovem a usar a sua mente. É fundamental, obviamente, prover-lhe com os fatos fundamentais que a humanidade adquiriu, de modo a não ter de começar do zero como um selvagem. Mas, acima de tudo, é necessário ensiná-lo como adquirir o conhecimento. Ao concluir sua graduação, portanto, ele deve ter o conhecimento básico no campo específico em que está especializando-se, bem como saber como expandi-lo. Em resumo, ele deve saber como pensar.

E é precisamente nisso que a educação moderna têm falhado vergonhosamente. Ela não só deixa de proporcionar ao estudante os fatos básicos, senão que está desenhada – quase deliberadamente – para negar sua capacidade de pensar. Se os jovens de hoje não são neuróticos quando entram na universidade, têm grande possibilidade de sê-lo ao saírem dela. Toda essa tendência antirracional da filosofia da educação está desenhada para paralisar a mente conceptual do homem.

Entrevistador: você acredita que os objetivos da educação podem ser alcançados na educação pública?

Ayn Rand: Não, não podem. O objetivista se opõe totalmente à educação pública e a qualquer outra forma de atividade pública imposta à força. O estado atual de nossas escolas públicas é uma indicação de o porquê o uso da força é tão desastroso.

Pode haver, sim, algumas exceções em escolas específicas, mas como sistema, a educação pública inculca conformidade social e obediência, e não independência. Quando a educação está em mãos do Estado, então os professores, para serem honestos, terão que apoiar o sistema em que trabalham. Eles terão uma tendência a aprovar as ideias do estatismo, da obediência ao Estado. Spinoza fez uma observação idêntica sobre as escolas administradas pelo Estado.

Só um sistema privado pode inculcar a razão. Nas escolas privadas – da mesma forma que em todas as iniciativas privadas – enfatiza-se a ideia de independência, de virar-se por si próprio, de racionalidade. Novamente, pode ser que haja exceções entre professores específicos, mas é a isso que a educação privada conduz, por sua natureza.

__________________________________________

Traduzido por Matheus Pacini

Publicado originalmente em Objetivismo.org

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

__________________________________________