Jonathan Townley



Progredir ou não? A sua vida depende da resposta


Pesquise no Google “como prosperar” e você encontrará muitas respostas diferentes. Alguns dirão para comer frutas e vegetais, enquanto outros dirão para cultivar uma mentalidade de aceitação, gratidão, etc.

O que não é mencionado com frequência é porque deveríamos nos preocupar com isso, afinal.

Vivemos na era mais segura da história humana, apesar da visão derrotista e apocalíptica propagada nos noticiários. Temos a medicina moderna para nos manter vivos, e as conveniências modernas para nos manter confortáveis e entretidos.

Não é o bastante ter um emprego que paga as contas, mesmo se ele for apenas mais ou menos? Se a vida é tão boa assim, precisamos buscar mais? Em especial, nesta vida tão corrida que temos?

De fato, o que está em jogo aqui?

“Ainda não estar morto” e “viver” não é a mesma coisa

Para entender o que significa prosperar, precisamos dar um passo atrás e analisar o que é necessário para viver.

Existem tangíveis óbvios: alimento, roupas e moradia. Além disso, intangíveis como amizades, empregos que pagam as contas, etc.

Essas coisas não aparecem automaticamente. Nós não nascemos “pré-carregados” com o conhecimento de que (i) maças são nutritivas, (ii) materiais de limpeza são tóxicos se ingeridos, (iii) valentões não são os melhores amigos ou (iv) jornada de 100 horas semanais é, provavelmente, um má estratégia no longo prazo.

Em vez disso, temos que aprender o que é necessário para viver, escolher quais projetos perseguir e, então, agir de acordo. Essa é a nossa natureza básica: não podemos viver de outra forma. É justamente essa habilidade que determina o quão bem viveremos.

Se não formos capazes de pensar, escolher ou agir, nossa vida será terrível. Não apenas em qualidade, mas em duração. Impotência – o sentimento de ser incapaz de controlar o destino de sua vida – é frequentemente associado à depressão, a qual tem sido ligada à pior qualidade de vida, bem como a uma baixa expectativa de vida. Em outras palavras, nossas vidas são deterioradas a ponto de sermos incapazes de viver de acordo com nossa natureza. Se somos incapazes de pensar e escolher bem, seja por força ou incompetência, sofreremos.

Por exemplo, considere uma pessoa que escolhe ficar num emprego que odeia e comer nada além de pizza, passando o tempo restante sentado no sofá assistindo à Netflix até chegar a hora de dormir, repetindo a mesma rotina no dia seguinte.

É possível que ela fique OK por um tempo – até a sua barriga de cerveja começar a afetar sua saúde física e mental, chegando ao seu emprego (não que ela se importe), e assim por diante.

Contraste isso com alguém que cuida de sua saúde. Ele come bem e se exercita o suficiente para evitar as doenças da velhice. Ele gasta seu tempo livre com pessoas e atividades que lhe trazem felicidade e realização. Não só o seu desempenho no trabalho não sofre devido a problemas de saúde, mas escolheu um emprego que gosta.

Essa segunda pessoa é muito mais capaz que a primeira de desfrutar sua vida: é essa segunda que está prosperando. E é a primeira que se sente miserável e, provavelmente, acabará antes no caixão.

Então, como prosperar?

Prosperar, então, é ser bom em viver da forma que humanos vivem. É ser bom em pensar, escolher e agir sobre suas escolhas.

Isso se aplica a coisas fáceis como não passar fome, mas também a coisas difíceis como fazer e manter boas amizades. E, ainda, a coisas mais difíceis como o comércio, o treino da academia, e o tempo de estudo que poderá ser benéfico para sua carreira no futuro.

Escolher prosperar não diz respeito apenas à escolha de realização em vez de sofrimento, ou a escolha entre uma vida ótima e uma mais ou menos. De uma forma muito real, embora não tão óbvia, é escolher a vida, e não a morte. Então, escolha bem.

Como Andy Dufresne disse em Um sonho de liberdade,

Penso que a escolha é simples. Ocupe-se de viver, ou ocupe-se de morrer.

E ele está certo.

__________________________________________

Publicado originalmente no site do autor.

Traduzido por Matheus Pacini.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se em nosso canal no YouTube.

__________________________________________